Loading...

quarta-feira, dezembro 29, 2010




Parece que sempre que tenho um impasse, o tarot vem me ajudar:

"Está na hora de mudar. Chega de colocar os outros como mais importantes que você. Você sempre está pronta para servir. Mas, será que eles estão apreciando e retribuindo? É tempo de reavaliar seus esforços. A missão acabou, você fez o que podia, agora precisa cuidar de si própria. A mudança de objetivos e prioridades vai ajudar você a impor certos limites e com isso ser mais valorizada. Viagens, viajantes, um estrangeiro ... mudanças interferem no seu relacionamento."


Seguindo os meus instintos eu sinto que vou me sair bem...
então, agora eu tenho forças para dizer NÃO.


Nem tudo na vida é fácil....mas quem foi que disse que eu quero algo de mão beijada?

Não abdico dos meus sonhos por nada e nem ninguém...assim como não vou abdicar de mim.

Isso não faz parte de mim.


Aconteça o que acontecer, 'pra tudo tem um jeito'...e eu serei sempre essa maluquinha.

sábado, dezembro 18, 2010



Hoje eu tenho um amor no coração e parte dele comigo.

Tenho esperanças de que esse amor vai se concretizar no devido tempo mas não sei se significo tanto pra ele quanto ele significa pra mim.

Mesmo assim, eu o amo.

E mesmo com essa fé que tenho na concretização desse amor, não me baseio puramente nos meus sonhos para escolher como agir.

Não é porque amo que penso em agir na forma que penso.

Penso assim porque é a forma que menos dói em mim pensar...

Mas sei que determinadas coisas que penso em fazer podem ferir o meu amor.

E me crucifico muito pelas feridas que causo ainda mais se amo.

Ando meio depressiva já faz um tempo e acho que provendo um bem maior a quem amo...
precisarei de acompanhamento psicológico.


Como diz a chamada da nova novela das oito:
- Insensato coração: impossível controlar!


Faço tudo pelo seu bem mesmo sabendo que não ficarei tão bem assim.

Te amo!

quarta-feira, dezembro 15, 2010



É...

agora vem a adrenalina da vida!!


Farei o possível pra ser boa na mais nova incumbência que a vida me deu...

MÃE



Sei que é chato mentir...
e minha mãe me ensinou muito bem isso.

Mas tem coisas que são difíceis de confessar...
até mesmo para a mãe dagente.

Mesmo com todo o amor que se sente...
e liberdade que se tem...
mas é difícil.

É duro de admitir, mesmo pra mãe...
os erros que se comete.

Normalmente temos três chances de erros iguais...
com o primeiro eu entendi e me arrependi...
agora com o segundo, encaro as consequências do que pode vir.

Mas o que mais temo e me dói...
é o que sinto em relação ao mentir pra minha mãe.

Não me sinto bem com isso...
mas ainda não consigo admitir determinadas coisas...
não para a minha mãe.

Estranho isso, né?

Não conseguir admitir algo para a MÃE.

O bem mais precioso que tenho...

mas acontece...e é isso o que sinto.

domingo, dezembro 12, 2010



Uma das melhorees coisas que me ocorreram em 2010 foi conhecer você.

Fico tão feliz quando converso contigo que minha mãe chegou a me dizer que vai te obrigar a falar comigo ao menos uma vez no mês...kkkkkk

Não consigo mais ficar sem você...

sendo amiga...sendo mais que amiga...portanto que eu seja sua.


Depois de muitas angústias e um belíssimo show de Djavan...

estou sem sono -.-


Dja me fez ter vontade de levar meu amor adiante...

'Eu quero mesmo é viver pra esperar, esperar, devorar você'

quarta-feira, dezembro 08, 2010

DEPRÊ...

Parece meio suicida e depressivo dizer, mas ‘não vejo mais sentido em minha vida’.

Não tenho mais O grande motivo de sorrir todas as manhãs...não tenho mais aquela energia ao chegar no trabalho...não sinto mais o cansaço satisfatório de chegar em casa depois de um dia intenso.

Pra que dançar...se não posso mais contar a ele como me saí nas apresentações?

Pra que trabalhar, se não posso mais contar a ele as desventuras ocorridas em meu ambiente de trabalho?


Pra que viver, se me privo de poder estar com ele...?

terça-feira, dezembro 07, 2010

"Apenas Amigos..."



Meu coração ainda tá apertado...

parei um pouco de chorar...

resolvi me jogar de cabeça nos estudos!!




A única pessoa que tinha certeza que entenderia meu sofrimento...
é a pessoa que acredita causá-lo...

é a pessoa que está cada vez mais distante de mim.


Pensando cá com meus botões percebi que não vivo bem sem o contato com ele.

Já pensei em me mudar daqui...

já pensei em me matar...

já pensei em tanta coisa...


mas a cura pra esse sofrimento está cada vez mais longe de mim.


Menti...

ainda choro...

e choro mais ainda quando percebo a que distância está a minha cura.

segunda-feira, dezembro 06, 2010

Tarot...




Hoje acordei aflita...

com coração na boca e um punhado de choro engasgado.



Disfarço bem minhas angústias, mas consegui me tranquilizar ao ler meu tarot egípcio:

"Você está com a impressão que não aguenta mais. Que ninguém é capaz de entender, e que não tem mais jeito. Nada aparenta ser possível de fazer e conseguir algum resultado. Não adianta. Não está na sua mão. Quando o que você espera depende do outro... não há nada à fazer. Só se acalmar. Respire e compreenda que o outro não sabe o que você quer, ou mesmo que saiba, não sabe o quanto você está precisando disso agora. Pare de projetar nessa insatisfação todos os problemas do mundo. Ao contrário, use essa energia para fazer algo que faz tempo que você tem que fazer e está empurrando para lá... A insatisfação e a raiva são ótimas para impulsionar você a tocar sua vida para frente, e até retomar velhos projetos.
Assim que você começar a criar... a energia vai fluir e a vida vai voltar a ficar maravilhosa."


É...enfim algo que soube definir como me sinto.

SÓ...



Depois de tanto pensar e tomar atitudes impensadas...


veio o sofrimento...!!


Hoje eu sofro...
e percebo que tudo o que eu me ponho a fazer é influenciado por tal sofrimento.

Não consigo discutir...não consigo escutar uma música...não consigo ficar só...

consigo apenas chorar!!

Sinto uma grande dor no peito e tenho um medo cada vez maior!!

Quero fugir daqui....sumir!!

Forjar um novo destino pra minha vidinha tão sem sal!!

Quero ir pra MARTE!!

domingo, dezembro 05, 2010


Sem vontade de nada!!!

Essa ausência de notícias me corrói o peito de uma forma tão intensa que tenho vontade apenas de não fazer nada!!

Ai, Ísis...

porque isso??


Isso me dói tanto, minha mãe!!


Não tenho vontade de nada!!!


quinta-feira, novembro 25, 2010

Sonhei...



Sonhei hoje com que tinha uma casinha linda...e uma família linda^^

Um casal de gêmeos, maridão lindo, amigos me visitando....


No Coments

quarta-feira, novembro 24, 2010

Dezena de saudade...



Dezena...

são dez!

Posso ser uma válvula de escape, como me disse a minha mãe, mas será que se eu não for essa válvula, eu me torno um problema?

Hoje começa meus dez dias de saudade...e reflexão!!

terça-feira, novembro 23, 2010

SAUDADE...



Veja bem, meu bem...
Não é lamentável informar
que o troquei por alguém.
Este...de nome Saudade.

Saudade não me deixa
só me faz sentir...
Aquilo que só sinto quando estou longe de ti

Saudade não se pega...
se sente...
Com o velho desejo latente
de estar com você aqui.

Não lamento dizer...
que Saudade me traz sensações.
Algo dócil e gentil,
que com uma leveza sutil...
Me faz esperar a sua volta.

Uma distância às vezes normal,
às vezes banal...
Sem necessidade pra mim
e ilusória pra ti.

Percebo que assim sempre estarei.
Uma dia com Saudade...
Um dia contigo...
Lembrando momentos de um lindo dia de domingo.

sábado, novembro 20, 2010

Merecer...



Passo por um momento hoje previsto em meu horóscopo anual de 2010.

Encontrei minha alma gêmea...
e tenho toda certeza disso.

Mas será mesmo que é para ficarmos juntos como amantes...??

Pode ser que devamos ser apenas amigos...
para evitar prováveis frustrações ou decepções, coisas que abalariam nosso sentir.

Eu quero muito amá-lo como posso e ser amada com a atenção que quero, mas será mesmo que isso é possível?

Não quero 'pintar meu futuro', mas é impossível não pensar no que poderei vir a enfrentar por esse amor e principalmente duvidar de minha força diante do que possa acontecer...e se acontecer, né?

Será que mereço ser amada?

Continuo pensando que minha sina é viver só...e por isso me sinto na obrigação de ter filhos, que não me deixem completamente só...

mas será que mereço esse amor de filho também?

Começo a duvidar....

sexta-feira, novembro 19, 2010

Meu alpendre



Hoje eu cheguei a conclusão de que minha vida, por inteira, é um alpendre...digo, a vida em si é um alpendre.

Um ambiente de pesquisas que não vale de nada se agente não arrisca e se põe a experimentar.

Como viver sem SER?

Ser aquilo que se busca, ser a própria busca. Ser uma vivência, um querer e uma felicidade. Por mais que nem tudo seja um mar de rosas, mas sem o risco, não há meios de se descobrir...sem o experimento não se pode ser a coisa.

Sempre tive muito medo de muitas coisas bobas, como: mostrar a minha mãe que já uso um fio dental, ou assumir a ela que amo, e que transo, que desejo.

Ultimamente ando me surpreendendo muito com as atitudes de minha mãe e hoje pus-me a refletir em cima disso. Meus medos, minha vida, meu alpendre....

Como deixar de correr atrás de uma coisa e passar a ser essa coisa que almejo?

Percebo agora que minha vida é experimental.

Mas que dentro dessa gama de experimentos encontro direções, digo janelas abertas, que podem ou não me conduzir à onde que tanto quero chegar. O lamento desse caminho é apenas um: nem todo mundo pensa ter uma vida experimental...aí prefere não arriscar, se isolando em 'cápsulas protetoras' ou medos, na tentativa de pintar um futuro que não chega.

É...quanto mais tento pintar meu futuro, percebo que essa pintura nunca toma forma. Sempre aparece alguém...e borra!

Esses 'alguém' que aparecem no trajeto, interrompendo o fluxo dele ou fazendo parte pode ter os mesmos anseios que eu, mesmos medos, mas não percebe que sem risco não há vida...não há trajeto...não há um ponto satisfatório que se chegue.

terça-feira, novembro 16, 2010

PERFEIÇÃO



Feriadão, Solzão, Solidão, Gostosão....PER-FEI-ÇÃO!!

Parecia que seria um mero período de refúgio, mas eu estava mais conectada com o 'aqui' do que nunca.

Foi bom pra mim...ver 'aqui' de lá...

mas chegar 'aqui' se tornou melhor ainda.

Eu te amo!!

#SEMPALAVRAS

segunda-feira, novembro 15, 2010

PARAÍSO



No Paraíso...

Apesar de estar aqui sozinha...não sinto tanta falta de ter alguém aqui comigo.
Sinceramente...esse tempo que estou passando aqui tá me fazendo bem.

Eu amo esse lugar...

e esse tempo que estou passando aqui me fez prometer que viria aqui com mais frequência.
Percebi que sinto tanto a falta desse lugar que até minha personalidade muda quando estou aqui.

Queria muito que ele estivesse aqui...
talvez se estivéssemos em outra circunstância de vida...digo, se ele estivesse em outra circunstância da vida...

poderíamos estar aqui...curtindo essa maresia e felizes.

Mas já que não está...eu curto por nós dois...kkkkkkk

quarta-feira, novembro 10, 2010


Não sei ao certo se pulo de alegria ou se murcho de tanta tristeza. Meu coração, dentro desse carrossel, não sabe se ama, não sabe quem ama, nem o que quer ou deixa de querer.

Um coração...dois sentimentos...uma esperança.

É chato e mentiroso dizer que não sonhei com lindos momentos, deliciosas noites, divertimentos diários...e com uma nova rotina. Não minto quando assumo minhas saudades esperançosas e minha odiosa posição ao sentir-me confusa.

Por fim e com todo o fim, gosto da felicidade que não é minha, mas , egoísticamente falando, gosto muito de mim e do que estou sentindo, mesmo que confusamente.

Talvez haja uma (grande) confusão de dor da perda com amor...ou de amor com admiração...ou de admiração com querer bem...

Confusões minhas, que prefiro que sejam ainda minhas,mas que influem em tratamentos que dou.

Querer ou não querer...amar ou não amar...

Ah...ainda tem " a carne", que fala por mim, que deturpa minhas vontades e aguça os meus desejos, que convertem sempre para a minha carência. E esta, por sua vez, ilude meu cérebro, fazendo com que eu veja num NADA, um TUDO que não existe.

E o coração, sempre confuso, leva toda a culpa de minha esperançosa tolice.

Na realidade, eu gostaria de ter uma 'planta de vida'. Como uma planta de casa mesmo, com espaços definidos, só esperando levantar os muros, pintar as paredes e pôr os móveis.

Tudo bem que, ao menos o escritório, tem uma forma nesse papel. Mas cadê a sala? E a cozinha? E o quarto?

Este último, que sempre almejei muito, nem sequer conquistou sem espaço;

domingo, novembro 07, 2010

Tá tudo errado..?‼


Posso ser péssimista ou muito crítica em relação a muitas coisas...

mas...


TÁ TUDO ERRADOO!!

Pode ser que seja quem está errada nessa história.

Mas as pessoas complicam demais aquilo que não se complica.



quarta-feira, outubro 27, 2010

EAD...


Sinceramente, eu espero que essa 'quimica' não seja meramente à distância.

Que esse enlace virtual não esteja em meros códigos, que se conectam numa rede, em cálculos matemáticos usados em sistemas.

Não que a matemática seja fria.
Pelo contrário, acho mesmo que seu dito, excesso de lógica, apenas explicita a praticidade humana.

Mas a química...

Essa com suas causas, efeitos e também cálculos lógicos, a transformam em algo mais humano. Mais carnal, sentimental...mais completo...e humano.

Enfim, acredito, que entre nós, exista uma química.

Não apenas uma biologia (tipo...só corpo).
Biologia EAD nem frui.

Uma química de idéias, acho que é isso.

terça-feira, outubro 26, 2010

...



Meu corpo pede por suas mãos
Meus lábios imploram um beijo seu
Meu coração sente falta de tua presença
Minha vida pede por uma rotina ditada por você

Minha cabeça...

essa apenas tenta corrigir os erros do coração,
enganado por essa paixão.
Tenta achar uma antídoto para curar desse sentimento,
que, para mim,mais se torna um veneno.

domingo, outubro 24, 2010

Meio Byron



Ahh...eu ando tão down...


Queria poder achar a pessoa certa e parar de enganar meu coraçãozinho.

São tropeços e mais tropeços e não sei se ainda consigo sobreviver a eles.

Por mais claras que fiquem as coisas...

mas meu coração se amarra, se joga e volta pra mim todo estraçalhado.

Será essa a minha sina?

Quero um romance...um último romance...um amor.

Quero poder amar, pra dizer a verdade...

poder amar novamente, sem medo do que virá.

Quero apenas amar.

Sei que o ser amado é apenas um sujeito passivo do amor que tenho...

mas sem reciprocidade, esse amor passa a ser um sentimento/ método de tortura.

...

quinta-feira, outubro 21, 2010

Vida...[2]


Eu acho que sou um tipo de pessoa meio diferente...

Sou uma bailarina que entende a necessidade das técnicas, quer saber usá-las para algo novo e não quer deixar de ser um pouco retrógrada. Sou uma contadora que quer periciar, mas não quer restringir-se a isso, e quer usar o que sabe e questiona para criar uma contabilidade meio diferente. Sou uma estudante meio CDF, e meio inadimplente...

Afinal...o que é que eu sou mesmo??

terça-feira, outubro 19, 2010

Vida...

Minha vida anda tão se objetivo...

Sem graça, sem motivo...

Sem vida...


Ando perdendo um brilho no olhar que já tivera.

Perndendo a vontade e o desejo de estar amando...

segunda-feira, outubro 11, 2010

Busca


Vivo buscando um 'alguém'...

Um alguém que esteja ao meu lado e não me deixe sentir só...
que me faça pensar que estou completa.

Hoje, eu escutei o que meus ouvidos queriam e traduzi como minha mente quis entender...
ao passo que escutei algo que não queria, entendendo não apenas o que eu queria, mas entendendo tudo o que me foi dito.

Meu coraçãozinho confuso não sabe o que fazer...

mas sei que o admiro muito...e me arrisco a dizer que o amo ainda mais por tal atitude...

por ter sido justo comigo e ter tido a consideração que me demonstrou ter.

Te amo...acho que isso eu posso dizer...

amo...e amo bem amado...

amo porque gosto de amar...

e amar alguém como você enobrece meu coração...

enriquece minha vontade de amar!!!

E te amar me deixa feliz...

porque sinto que minha saudade alimenta isso...

Sabes...


"Sabes mentir, hoje eu sei que tu sabes sentir. Um certo amor abrigaste em meu coração."
Sabes mentir.

Gosto de amar...e nessa que eu me dou mal...

Talvez Cazuza tenha razão quando diz que o amor já tem cartas marcadas. Só que a grande diferença entre mim e ele é que EU tenho cara de otária. [-.-]

- Sabes mentir...

É muito estranho o princípio das coisas...chega a ser irônico e engraçado.

As mentiras ditas são as melhores de todas...promessas de fazer e acontecer, que no fim das contas chegam a ser engraçadas e no meio da coisa já se entende que são promessas...meras promessas. Ou então podem ser ditas como planos infundados...[hauhauahuahau]

Chega a ser engraçado...

- Sabes sentir. Um certo amor abrigaste em meu coração...

Eu gosto de amar...

Mesmo tendo a dita 'cara de otário' citada por Cazuza...mas eu gosto de me sentir essa pessoa otária. Pode ser um mal...e me acarretar a um ônus super desagradável, mas pode ser que valha a pena arriscar.

Pode ser...

Muitas vezes, inclusive nos últimos dias, penso que nasci mesmo pra ser sozinha...pra ficar sozinha...é até um sentimento interessante.

Vi uma frase na internet que traduzida ao português começava: "O homem nasce sozinho, morre sozinho...".

Vive sozinho também?

Alguns sim...outros não...
pode ser que eu seja pertencente ao primeiro grupo...quem sabe...

sexta-feira, outubro 08, 2010

Eh...

Eh...

"...eu acho que gosto mesmo de você..."

Gosto de lembrar de você...
de momentos que celebrei ao teu lado.


De quando você reclamou do chocolate quente que a moça fez...

ou quando me beijou à primeira vez.


Quando você me mostra planilhas e fala delas por meia hora...

ou quando não tenho vontade de ir embora...

de ficar longe de ti...


Gosto dessa pessoa...

que fica nervoso por eu 'remanchar' pra fazer um café...

que fica molinho e eu dou cafuné...

que é três vezes maior que eu quando estamos de pé.


Ehh...

"...eu acho que gosto mesmo de você..."


Pois penso em ti escutando musiquinhas bobas...

e as canto pensando em estar sendo escutada por ti...

querendo estar sendo escutada por ti.


Gosto de ti...

Gosto mesmo...

terça-feira, outubro 05, 2010

Me importo...



Acho que você não entende, mas...

Me importo com você.


Me importo com seu bem-estar...
me importo com sua felicidade, com sua tristeza...
me importo em arrumar formas de te fazer feliz, de te deixar cada vez mais feliz.

Me importo com você...

Me importo se está doente...
e como posso te ajudar a melhorar.
Me importo se está gripado...
e não me importo nem um pouco em te levar um chá.

Me importo com cada passo dado por ti...
e quero acompanhar esse passo
e crescer também.


Me importo com meu coração,
que por nada ou quase isso saltou de minha boca e se entregou de bandeja a ti.

Me importo em saber como estás...
pois assim, sei como está o meu coração,
que já se deu pra ti.



Pode ser difícil de entender...pra mim foi difícil aceitar, mas é real.

domingo, setembro 26, 2010

Relatos de 19.09



Ontem eu não tive forças para escrever, mas quero transcrever as poucas palavras que pude juntar no dia que me ocorreu:

"Hoje eu enterrei um mestre. O mestre que me ensinou a pôr no papel tudo o que penso, sinto, acredito...
O homem que sempre foi um enigma pra mim e que ao mesmo tempo me fazia enxergar coisas tão claras.
Diante de seu túmulo, só consegui pedir que Ísis o leve à luz, que ele encontre um lindo caminho de luz. E que, em outra vida, ele torne a passar por mim."


Não queria acreditar, mas foi foi real.


Preferia que não fosse.


Por mais distante que se esteja, as notícias parecem que aproximam.Não só os corpos, mas as almas.

Durante o velório, quando minhas pernas iam por si só atrás daquele corpo inanimado, passei a sentir a calma que acredito ser encontrada só em mim. Em um trecho do caminho, já me percebia dando 'oi, Dona Maria', 'oi Seu Joaquim',...

...pessoas moradoras dali a tempos.


Refletindo em cima disso, percebi que cada lápide conta o sentimento conquistado por aquelas pessoas e a de Jorge mostrava: "JORGE, gênio, amigo...e principalmente um filho amado!".


Pode ser meio funesto, mas depois de entrar em contato com esse 'mundo corpóreo morto', estive com pessoas que amo e me correspondem ao sentimento.

Fiz um programa meio fora da realidade e me conformei com a vasta possibilidade de que minhas lágrimas, preces e palavras escritas o ajudem a chegar em NOSSO LAR. Mas a ficha ainda não caiu.


SALVE JORGE!!


SÃO JORGE!!!!

Só faltava um detalhe...



"Dia 25/09, 23:30
Indo para a confraria du balanço com Camila e Luiz Claudio. Realmente se trata de um ambiente totalmente alternativo, onde todas as tribos se encontram no verdadeiro sentido da coisa. Homens, mulheres, homo, hetero, sei lá, com o único intuito de se divertir, ao som de músicas de vários estilos.
O que noto é que aqui prevalece a total e irrestrita liberdade, seja de expressão, ou não parafraseando Caetano. Mas o ambiente é descontraído e, como Camilinha me desvreveu, 'alternativo'.
O que mais me chamou atenção foi a maneira livre de expressão de todos que ali estavam.
Gostei, ambiente acolhedor, onde você não precisa mostrar nada pra ninguém, não precisa estar acompanhado...a diversão se resume num bate-papo despretencioso, música diversificada, uma cerveja cara, mas gelada.
'Solte a franga', esse deve ser o lema daqui.
Estou aqui, mas como acompanhante de Cami, mas confesso que preciso aproveitar estas oportunidades de conhecer outras opções de diversão e a felicidade, alegria de repartir desse momento com quem se ama é enriquecedor.
Mesmo que esses momentos sejam totalmente 'diferentes' de tudo o que você já viveu.
Estou eu aqui, quase 3 horas da manhã, escrevendo esse monte de bobagem ou não, ouvindo uma música tecno só para passar o tempo, mas enfim se minha filha está feliz o resto não importa. Vale a pena registrar o ponto alto da festa: 'HB' que menino de ouro, antencioso, alegre, uma pessoa nota dez, não nota mil, é o filho que toda mãe pediu a Deus e o genro também.
Pelo menos saio daqui com um saldo positivo e uns reais a menos, o bom é que pude sair da rotina, ouvir uma música diferente, rever HB e sua simpatia, e descobri também que todas essas considerações são totalmente inúteis para complicar o que não precisa ser complicado.
As pessoas aqui vem buscar diversão, encontros e nada mais." by Márcia Cardoso, vulga minha mãe.



Duas décadas...

não são meros 20 anos, mas os lindos vinte anos de minha vida.

Já amei horrores, já sofri mais ainda...já perdi, já ganhei...

mas nesse momento acho que me encontrei.


Não passei o dia inteiro a comemorar de forma agitada, mas o pouco de agitação que tive me bastou...só faltou um detalhe...

VOCÊ!


Fui pra 'confraria du balanço' e senti muito a falta de ti...

as considerações acima foram escritas por minha mãe, de quem puxei o dom de escrever, de conseguir pôr no papel coisinhas bobas como isso que estou a escrever agora.

Foi uma lindo noite...com um pouco de chuva e com uma linda lua cheia que iluminou meu caminho quando cheguei em casa.

Acho que finalmente eu percebi que meus vinte anos não são meras décadas...

são as MINHAS décadas.


Mas diante do tamanho do significado desses anos pra mim...só me faltava estar com você.


domingo, setembro 19, 2010

Auto-conhecimento: Saindo da TPA



Ahhhh...

Mais tranquila, mais serena, mais normal, eu diria ^^


Acabou toda a tensão de uma TPA sem sentido...

GOSTO...GOSTO SIM ^^ E GOSTO MUITOOO

sábado, setembro 18, 2010

Auto-conhecimento: TPA [parte 2]



Porque sempre que mergulho em minhas intensidades eu me sinto apunhalada pelas costas? Me sinto tão trouxa e tão enganada? Porque me sinto tão abandonada?



Não quero mais me enganar, não quero mais ser trouxa.


Posso não estar amando, propriamente dizendo, mas sinto uma perda como se estivesse.


Porque a dor da perda é três vezes mais intensa que a felicidade um gostar?




NÃO QUERO MAIS GOSTAR DE NINGUÉM.


Não quero mais mistérios de nada...não tô preparada mais pra sofrer.

Auto-conhecimento: TPA



Sou muito intensa...

intensa até demais, às vezes...

e acredito que não é todo mundo que suporta tamanha intensidade.

Amo intensamente, me felicito intensamente, me entristeço intensamente...

Será que tanta intensidade me deixa insuportável?

Acredito que não, mas...

sinto que ser muito intensa afasta algumas pessoas de mim.

Talvez tamanha intensidade possa me fazer 'perder' ou 'não encontrar' um alguém que seja realmente pra mim.

Eu...

mas do que ninguém me degradado quanto a isso...

sempre fui byroniana e, particularmente, não acho que isso seja 100% ruim.

Mas me torno desagradável até pra mim mesma...






*TPA = Tensão Pré-Aniversário


Reflexões



Sempre estou pensando e refletindo sobre tudo o que me ocorre...

e me ocorrem muitas situações e questionamentos...e críticas...e coisas.



Ultimamente várias pessoas por perto de mim estão morrendo...e várias outras estão procriando.
Jorge Dias, o pai de Rafa...Gaby, minha tia Rosana, Renato, Toni....pessoas que fazem parte de mim, querendo ou não, e que por isso transformam a minha vida através das naturais transformações ocorridas nas suas.

O interessante é que não consigo mais me sentir tão amplamente tocada como me sentira antes com outras mortes e/ou nascimentos. Não que estes sejam menos importantes, mas acho que minha compreensão destes fatos passam a refletir em mim de maneira diferenciada e talvez até mais madura. Não que eu esteja menos sensível a estes fatos, mas começo a pensar a partir deles:

- Será que estou pronta para ter meus próprios filhos?

- O que será de mim sem minha mãe ao meu lado? Sem meu pai...

Enfim, começo a buscar respostas para esses questinamentos, e concluo [temporariamente] que estou pronta para ter os meus, mas isso com os meus ao meu lado. Com minha mãe me acompanhando nos exames de rotina, com meu pai...


Em paralelo a isso, percebo o quão sem modos estão as crianças de hoje. Talvez isso seja um reflexo do mundo sem modos em que se vive hoje, mas não quero que os meus sejam assim. Meus pais me deram modos e pretendo perpetuar isso entre os meus...será que é difícil?

quinta-feira, setembro 16, 2010

TER...



Ás vezes...

digo...MUITAS vezes...me pego empregando pronomes possessivos e até dizendo que tenho alguém...

é estranho isso...

mas sei que não tenho a intenção nenhuma de transformar/ tratar alguém como objeto...

e/ou com isso tomar posse de sentimentos ou coisa do gênero.



Quero apenas me sentir como estou agora.



É legal que o fato de ter...pode estar aliado com a presença, com um carinho que se sente...e que se acaba por TER.


Penso no possuir, como TER alguém ao lado...

TER um carinho bem dado...assim como DAR um amor bem tratado...

mas sempre TENDO alguém ao lado.


Hoje, posso dizer que meu horóscopo acertou em cheio quando me disse que sentirei um alguém mais aquém a mim. Sinto-me tão bem acompanhada...que mesmo não estando grudada, penso que não estou sozinha.

Aí sim posso dizer que TENHO alguém comigo...alguém ao meu lado.

sexta-feira, setembro 10, 2010




Lembranças recentes... ^^
e lindas...
lindas lembranças...

Gostar de mim...



Eu gosto de mim...e você?

Você gosta de si?

Gosta de tudo o que faz? [incondicionalmente?]

Como será gostar de verdade de si?


É engraçado isso, né? Gostar, gostar...gosto de mim. Quero que outros também gostem, e sei que alguns gostam. Alguns que podem ser muitos, poucos...ou simplesmente alguns.

O que me importa mesmo, é que muitos desses alguns são importantes suficientes para eu me importar...são importantes o suficiente pra mim. E estes...gostam de mim.

Meu grande medo de ficar sozinha, hoje se satura...



MEDO...



EU...mais uma vez...estou sobressaltada de tanto medo!!

Meus medos sempre me frearam...e sempre me levaram à infelicidade.

Por medo de ter um filho...deixei que ele fosse pelo ralo. Por medo de estar ao lado de alguém por mais de dois anos...terminei um relacionamento. Por medo de estragar algo construído por outros...abdiquei de um sentimento gostoso e pus outro por cima. Por medo de estar com alguém muito diferente e 'viajado'...me afastei e fui atrás de outras experiências...


e agora...por medo de arriscar, acabo por não mergulhar de cabeça naquilo que pode vir a me trazer bons conhecimentos...

por medo de ficar sozinha...não me imponho como mulher e fico submetida a alguém mais 'experiente'...mais vivido....

quarta-feira, setembro 08, 2010

Insegurança...




Talvez esse seja um novo momento, e essa uma nova experiência em minha vida, mas me sinto ainda mais insegura.


Sei que não tenho muitos motivos para isso e acho até que pode/ deve ser paranóia minha, mas tenho feridas passadas ainda abertas e tenho medo de 'jogar sal' nessas feridas. Tenho medo de me jogar demais e me sair ferida da história.


Gosto dele, quero que ele goste de mim também. Não apenas por minhas performances [...], mas pelas minhas atitudes...e idéias....e jeitos...e trejeitos...por 'performances mulherísticas' que venha eu a ter.


Queria ter certezas imediatas demais, talvez.


Isso me causa ansiedades demasiadas também...


não é bom.



Adoro perceber que Ísis está me ajudando com esse caso e, de certa forma, ela me dá determinadas certezas de como posso agir...


Me sinto tão pequena em jogar minha felicidade nas mãos de outra pessoa...mas me cobro tanto em relação a ser agradável, adorável em relação a esse alguém, que acabo por recolocar esse encargo sobre meus ombros.


Tenho tanto medo...


tanto...

domingo, setembro 05, 2010

Semana...

Essa semana me ocorreram diversas coisas legais...
Passei a encontrar uma forma de unir minhas profissões [uma forma bem bacana, por sinal], comecei a testar minhas percepções visuais em meu corpo e encontrei um 'schifoso' disposto a mim.
Relatando um pouco do que sinto e/ou senti em relação aos itens acima, descrevo primeiro um pouco do último.
Não quero pôr o carro na frente dos bois e nem quero esperar que as coisas aconteçam. Acho que em relação a ele quero fazer as coisas acontecerem moderadamente...
gosto de estar com ele e gosto de me sentir da forma que estou me sentindo...
'em órbita'....!!
Na quarta, passei a testar minhas percepções...
senti-me como 'Isaac Mendez', de Heroes. Em transe quando desenha quadros...quadros essse que previam o futuro.
Tudo bem que foi uma percepção falha, já que a intenção é não 'prever o futuro' e construir quadros a partir do presente que se forma, já que o presente é quem faz o futuro, né?!
Não pensei em programar, ao certo, o caminho que trilhei...tentei ao máximo perceber aonde que aquilo estava me levando, mas no fim percebi que poderia ir mais além...
Fazendo uma análise em relação a esses dois fatos...percebo que comecei a entender o quanto posso ir além...não apenas em movimentos do corpo...mas em minha vida...posso ir além de ser uma mera mocinha objetivada a construir um trajeto pro meu futuro...
..na realidade penso que posso construir as bases de meu caminho, andando nele, ao mesmo tempo.
Sair de casa, ter um namorado, ter um bom emprego...ter o meu negócio...
entendi que são meros desejos que me levam ao lugar que desejo.
Agora sei que posso abrir-me para tê-los...

quinta-feira, setembro 02, 2010

Sensações...



Eu queria poder descrever algumas das várias sensações que tenho...tive...sensações puramente minhas...

...mas difíceis de serem descritas.


No fundo, no fundo...gostaria de ter certeza de coisas nada certas ou até incertas...e isso complica meu entendimento sensorial.

Sentir...

sinto muita coisa...mas não sei se sei explicitá-las no momento certo...

poucas pessoas conseguem captar esses sentimentos...e todas as sensações que acabo por ter de acordo com eles.

Será que você sente?

Como sente?

Sente bem? Sente mal?

Te deixo sentir oq?

domingo, agosto 29, 2010

MUDANÇA


Preciso me mudar...

preciso mudar!!

Cansei de ser apenas assim...

cansei de apenas estar aqui!!

Quero ter um canto...

não quero me deixar de canto...

não quero que me deixem de canto...que me olhem de canto...

que me ponham num canto.

Mas quero o meu canto.


Diminui minha margem de liberdade...quero sair daqui antes dos 21!!!!!!!

Mereço isso...e sei que posso conseguir isso!!

Quero poder ouvir meu som chato nas alturas...quero poder espalhar minhas coisas ordenadamente pela casa, quero ter um lugar certo pra pôr as coisas que deixo na mochila. Quero guardar meu fio dental numa gaveta que seja realmente minha...num guarda-roupa que seja meu, dentro de quatro paredes que sejam minhas...e que nelas...eu possa fazer o que sinto vontade...à vontade...na minha vontade.

Quero um ambiente que não me deixe entediada...que me faça tirar a cara do computador, que me motive a arrumar, organizar...a esperar por visitas desejadas...

quero ser livre!!!

sábado, agosto 28, 2010

Tudo NOVO


Um sentimento novo...por alguéins novos...

Amores velhos, que são amigos novos...

Amigos velhos, que agora são amores novos de novo...[rsrs]

Confusões novas, enfim...

experiências mais que novas...

e uma visão de mundo TOTALMENTE nova e minha.

Alpendre


Já tem um bom tempo que tento escrever alguma coisa sobre determinadas coisas que estão me acontecendo ou que passaram a acontecer comigo.

Primeiramente, eu entrei num grupo de pesquisa denominado ALPENDRE.

Sinceramente, eu não achava que seria tão bom pra mim. Me encontrei!! E me encontrei de uma forma que nunca achei que me encontraria. Minhas ações de movimento cotidianas e despercebidas passaram a ser analisadas por mim a cada instante...é algo que passou a refletir constantemente em minhas vida.

Perceber, perceber...

É algo diferentemente difícil de perceber. Talvez tenha essa sido a tarefa mais difícil que eu encontrei...ME perceber.

Passei a me analisar, a saber mais de mim...não só falando como indívidua dançante, mas como pessoa em todas as atmosferas que vivo.

Quando estou no grupo...sinto como se uma nova Camila estivesse surgindo; me sinto em transe; me sinto ali...

tenho super dificuldades de me concentrar, mas quando entro na dita 'coisa' fico em paz comigo mesma...fico mais eu...enfim...fico!

Na última reunião do grupo percebi muito esse 'transe'...respondi aos comandos todos em plena consciência, mas em um momento...apenas um momento, consegui me entregar plenamente à coisa e respondi aos comandos de meu corpo...conscientemente.

Foi realmente...um transe.

Foi uma sensação tão boa, tão inédita...que jamais sentirei outra assim! E caso sinta algo tão bom quanto...não será mais inédito...enquanto que havendo algo mais inédito ainda não terá a mesma intensidade...

pode até ser boa..muito boa...

mas não na intensidade que foi dessa vez.

Acho que consegui explanar boa parte do que queria...^^

quarta-feira, agosto 25, 2010

hmm


Continuo pensando em mudanças radicais na minha vida.

Acho que vai ser bom pra mim passar por determinadas coisas. Cautela demais me dá nos nervos.

Acredito muito que estou pronta para arriscar.

Mas enfim,

o que mais me aflige esses dias é meu coração [como sempre]...

Gosto muito de uma pessoa e tenho plena convicção disso...

mas me sinto fortemente atraída por outra figura.

Tô pensando em me desligar dessas preocupações e arriscar no que vier pela frente...

o que der...deu!!

quinta-feira, agosto 19, 2010

TRISTEZA: PROCURA-SE UMA MORADIA...

Por muitas vezes minha sensação é a de precisar ir embora.

Por muitas vezes a sensação que tenho a de não ser acalentada quando mais preciso...

e se me sinto assim...o que é que eu faço aqui?

Quero ir embora.

E daí que a média de idade pra sair de casa é depois dos 30? Eu não vou ficar dependente de meus pais quando eu tiver 30 anos...eu não me dou esse direito!!! Eu não posso e não devo!!

Não aguento passar por coisas do tipo...'eu quero usar esse DVD, e fui eu quem comprou' ou 'Pra que marcar com outro médico, só pr'eu gastar mais dinheiro com médico pra você?'.

Me deixe marcar o médico que eu quero, por favor...

me deixe optar pela minha vida...

eu só quero ter um direito que já nasci tendo...

não é pedir muito...eh?

Quero sair daqui...e quanto antes eu sair...melhor pra mim.

Que Ísis me permita!!

sábado, agosto 07, 2010

Coração...



Às vezes fico meio sem saber o que fazer...
fico com ciúmes de tudo e fico tão pessismista comigo mesma que acabo por não perceber os amores que tenho, e o carinho que recebo.

Talvez essa seja minha maior sensibilidade...

Ainda estou buscando me entender.

Entrei num grupo de pesquisa de movimento em dança e acho que lá poderei começar a pensar em me entender...ou ao menos aprenderei a me perceber.

Ainda irei escrever puramente sobre minha primeira experiência com o Alpendre...apenas abri um parêntese só pra comentar ^^

sábado, julho 31, 2010

Vamos pensar um pouco



Resolvi sair por aí sozinha um pouco e comecei a pensar em minha últimas ações.

Tô confusa...

revoltada...

chateada comigo...

meio sem saber o que fazer e querendo fazer e acontecer.

Percebi que o amor que eu achava que sentia não era um amor que dilacerasse meu peito...que me deixasse mal caso não se realizasse...era apenas um amor. Não o amor que espero...mas um amor. Um amor que eh bom, mas que não é o que eu quero.

Por incrível que se pareça...o amor que quero é o que sinto agora...um amor que me faz sentir dor pela ausência e pela dúvida...um amor que me deixa feliz por ouvir uma voz, por trocar um olhar, um sorriso, por esperar pela frase 'agente se fala na sequência', como se essa sequência nunca tivesse fim.

Nem sempre o amor precisa ser um sentimento confortável.

O conforto que se adquire em nome do amor, é estagnante demais para mim.

Esse 'sofrimento' que me deixa com a impressão de ser o pior ser do mundo por não tê-lo 24h ao meu lado é o que faz o amor ser sagrado pra mim. Sem conforto, sem pausa...e com um punhado de dor, angústia, agonia...

nervosismo.

Aguniaa...



Sinceramente...



ninguém aguenta um fim de semana sem fazer total e simplesmente NADA!!

Eu não aguento!

E bem pior que isso é estar sem fazer nada, querendo fazer maluquices!

Ai Ísis...dai-me a luz!

Minha cabeça tá embaraçada que só....resolvi arrumar sarna pra me coçar...!

...

LÔCA!!!!



Acordei hoje com vontade de fazer loucuras!!

Pode ser que minha vida esteja precisando de uma loucurazinha...uma coisa básica talvez...

aparecer nua na porta do apto de uma benção que não sai de minha cabeça.

Enfim...tô LÔCA!!!!


sexta-feira, julho 30, 2010

Sem necessidade pra companhias...



Às vezes me bate uma saudade miserável.

Saudade de todas as pessoas que passaram por minha vida, deixando sua marquinha na minha personalidade estranha.

Saudade de amigos, de namorados, casinhos, paquerinhas...

Mas muitas das vezes que sinto essa saudade...eu me sinto sozinha. Me sinto indesejada, largada, arrisco dizer até que me sinto 100% só.

Uma amiga, tão libriana quanto eu, disse que é difícil entender agente...entender o que sentimos em relação a outras pessoas. Mas, realmente, é complicado.

Eu me apego fácil a alguém que me faça viajar, que me faça ter novos conhecimentos. Me apego às pessoas que me acrescentam, que me deixam bem...feliz. E por menos tempo que eu tenha para estar com essas pessoas, por mais atribulada que esteja a minha vida...eu deixo até de dormir para estar ao lado de quem gosto.

Tem gente que eu gosto que nem gosta de mim...mas não tô nem aí...se não gosta de mim, o problema é de outro e não meu [já dizia minha mãe].

E nessa crise toda...eu prefiro ficar só.

Me 'itupindo' de pipoca em frente ao computador...tentando me entender...

quarta-feira, julho 28, 2010

Cansaço...

O cansaço se expressa de diversas formas...

meu corpo, às vezes fica cansado de tanto ser exercitado...fica cansado de prazer, fica cansado de uma rotina...

O interessante em pensar no cansaço, é que por muitas vezes ele determina minhas ações...

nos fins de semana, quando tenho cansaço mental...procuro sair pra me divertir...quando o cansaço é corporal, fico em casa...leio um pouco...

mas é sempre o cansaço que diz se faço isso ou aquilo.

Nem sei porque mesmo que eu to escrevendo sobre o cansaço...acho que é porque me sinto extremamente cansada...mas enfim...

Cabeça longe...corpo cansado...o que me resta é descansar.

Viver...



"As pessoas não estão sabendo viver, cara!" by Aion Sereno

Até que concordo com tal interjeição.

As pessoas não estão sabendo viver...mas como que é viver?

Para muitos, viver pode ser simplesmente, nascer, crescer, procriar e morrer...para outros não.

O lado mais intenso da vida é o que menos preocupa à esses que querem apenas cumprir com suas funções biológicas...

Cadê a intensidade das relações?

É de se pensar...

segunda-feira, julho 26, 2010

Saudade?



Posso ser tola...boba...nem sei...

Mas aqui, nessa quase madrugada, desse dia em que eu não parei de pensar em tudo o que passei, estou a ouvir 'Logun edé'...chorando e rindo como uma besta...

lembrando de uma certa 'dancinha'...e de uma voz que me diz coisas sobre um orixá, que antes não conhecia...

"...logun edé - edé, edé...É delícia"

Coração vendido...



Depois desse 'upgrade' que dei no blog, me deu mais vontade de escrever. To sentindo vontade de escrever qualquer coisa só pra ver se fica legal...

...mas não consigo escrever algo sem ter o que falar.

Hoje, no entanto, tive motivos para escrever..

ando sempre a pensar em muitas coisas, e hoje não foi um dia diferenciado, apenas pensei em algo que não estava a pensar antes.

Porque meu coração está se tornando tão...vendido?

Perguntei a algumas pessoas que passaram por minha vida, e chegaram a acompanhar...muitos ainda acompanham...essas 'mutações' que sofre o meu coração ao receber determinado carinho.

É uma coisa de louco...

Me encanto muito fácil com as pessoas...muito rápido...acabo abobadando com isso.

Falo o tempo todo, penso o tempo todo...até sonho...sonho acordada, sonho dormindo...sonho o tempo todo. Até me iludo com isso...crio muitas ilusões em mim.

Muitas fantasias...

Mas enfim...

a resposta mais concisa que obtive, foi relacionada ao fato de eu ser muito carente, e minha carência faz com que eu tome certas atitudes...faz com que eu 'venda' meu coração por algum carinho mais trabalhado...mais aconchegante...

Queria me apaixonar e me entregar de vez pra uma pessoa só...

mas cadê essa pessoa que não chega?..que não aparece pra mim...

Acho que se chegou a aparecer...não vi passar, não o fiz parar e olhar pra mim da forma que quero ser vista, não o fiz gostar de mim da maneira que posso retribuir esse gostar...

Na realidade, hoje, dia 26.07.10, ando com a cabeça mais confusa que o normal...semana passada eu achava que estava super apaixonada, mas sinto-me cada vez mais distanciada desse que achei amar e sinto que o amo cada vez menos...e acabei me encantando por uma outra pessoa,uma pessoa surpreendente, diga-se de passagem...ando sonhando dia e noite, e suspirando cada vez mais, não vejo nada na minha frente...mas o vejo mesmo sem que ele esteja ali...estranho, né?...eu sei...

domingo, julho 25, 2010

Andei pensando...




É chato não se permitir conhecer...é chato passar a julgar uma pessoa por apenas um ângulo...é chato descobrir que essa pessoa é bem mais que aquilo que seus olhos permitem ver...e é mais chato ainda não conseguir dar o braço a torcer...não mudar o ângulo de sua visão.

Passei por coisas nessa semana que realmente mudaram minha concepção sobre as pessoas.

Não apenas uma...por mais que exista uma em especial...mas também mudei minha concepção sobre outras, além dessa uma e por causa dessa uma.

Acho que posso dizer que entendo um pouco o porque de os grandes gênios da humanidade serem reconhecidos apenas depois de mortos e quando vivos, serem considerados meros loucos...só eram vistos por um ângulo.

Acho mesmo que precisava passar por tal experiência...

mudar um pouco meu ângulo...e tentar bulir com algumas pessoas a meu lado.

Eh, Joseph...a vida realmente é uma caixinha de surpresas.

E a minha, além disso, é um mar de confusões e contradições.

Tento muito ver um fato da forma que mais me agrada...eu sei. Mas nem sempre aquilo que aos meus olhos se parece defeituoso, seja defeituoso. Foi uma semana e tanto...

Queria tentar fazer um 'novo momento auto-terapêutico', mas apenas consegui pensar.

Hoje, no entanto, consegui pôr minhas idéias em ordem.

Conversei com uns amigos...fiz projetos...e quase briguei com alguém sem muita importância...

Mas o que será que me incomoda tanto nessa pessoa? [Ela não vê a vida pelos vários ângulos proporcionados...]

É cansativo ter que conviver com alguém que não faz mais sentido em sua vida...alguém que detone com seus pensamentos e tente fazer o mesmo com seus sentimentos. Alguém que menospreza a todos os que a sua mínima visão faz enxergar como 'problema'.

Tudo bem que eu sou meio brusca em resposta a determinados argumentos...mas argumentos vazios , sem conteúdo, sem nexo e unilaterais não servem de nada pra mim. Quero conhecer as várias faces do mundo, não quero me fechar.

Minha cabeça é confusa...meu coração é carente, mas eu sei o que pode ser bom pra mim ou não. Já me machuquei muito, e aprendi grandes lições...mas se for necessário passar por tudo novamente..eu passo, sem problemas.

Mas deixe que isso caiba a mim...

Não peço a ninguém que não se meta em minha vida, mas quero apenas que as pessoas sejam tão abertas quanto eu ao julgar alguém que faça sentido pra mim.


...


"Afirmação


Acredito que o sol não devia se pôr depois de uma briga
Acredito que depositamos nossa felicidade nas mãos dos outros
Acredito que as comidas não-saudáveis têm um gosto tão bom porque fazem mal
Acredito que seus pais fizeram o melhor que sabiam fazer
Acredito que as revistas de beleza promovem a baixa auto-estima
Acredito que estou sendo amado quando estou completamente sozinho

Acredito que o karma existe o que você dá é o que você recebe
Acredito que você não consegue apreciar um amor verdadeiro até que seja ferido
Acredito que a grama do vizinho não é a mais verde
Acredito que você não sabe o que tem até dizer adeus
Acredito que não se pode controlar ou escolher sua sexualidade
Acredito que a confiança é mais importante que a monogamia
Acredito que seu coração e sua alma são suas partes mais atrativas
Acredito que família vale mais que dinheiro ou ouro
Acredito que a luta por dinheiro é injusta
Acredito que os únicos que não concordam são os milionários

Acredito que o perdão é a chave da felicidade
Acredito que o casamento dispense a necessidade de se despir
Acredito que Deus não apóia evangelismo na tv
Acredito que o amor sobrevive à morte por toda a eternidade"

Tradução - Affirmation (Savage Garden)



Andei lendo um pouco sobre amor...num texto de blog que, de certa forma, associava o amor à matemática, à construção de cálculos...de amores perdidos, de amores jogados fora...enfim...

Não parei pra fazer contas de quantos amores perdi ou abri mão...

Sinceramente, acho que não cheguei a 'perder'...dei chance às pessoas de terem novos amores...é...dei-as a chance de amar novamente, e poder curtir o melhor de um amor: o começo...o surgimento.

Me dei essa chance também...

E hoje eu amo...amo a muitos. Tudo bem que poucos me amam. Mas esses poucos já são preciosos pra mim.

Um amigo outro dia me disse que amar é querer ver o outro feliz...vi isso num anime também...e concordo plenamente, e é isso que acho bonito no amor...querer bem.

sexta-feira, julho 09, 2010

Confused...



Ando cada dia mais confusa...

Um amigo me pediu pra fazer uma espécie de regressão.

Lembrar de certas coisas que passei pra ver como que constituí meu ser atual.

É interessante pensar nisso e pretendo relembrar as coisas com calma dia após dia, e como disse esse meu amigo, quem sabe daqui a dois anos eu não descubra o que me fez ser assim. Resumindo, estou começando uma 'auto-terapia'.

AUTO-TERAPIA nº 01

Hoje quero lembrar de como conheci uma pessoa. Nunca esqueço como o conheci, mas quero deixar registrado. Ainda conversamos de vez em quando, e nossa relação encontra-se confusa nesse momento.

Da última vez que nos vimos esperei por 2h30min, mais ou menos, para poder vê-lo. Conversamos um pouco sobre seus legados, seus princípios, sobre algumas de suas histórias. Coincidências que chegam até ser sobrenaturais, divinas até. Nada de beijos e abraços, nem carinhos 'corpóreos'. Só olhares, preocupações, palavras...

Dias antes,estávamos em meu paraíso. Na ponta da ponta como disse ele. Foi um dos dias mais perfeitos que já tive...porém, as consequências decorrentes nos abalou até o atual último encontro.

Regressando...fiz inúmeras visitas a ele e nessas visitas sempre levei um 'lanchinho'. Sempre tive uma espécie de constrangimento ao levar os ditos lanchinhos, mas no fim das contas, ele sempre ficava feliz e achava delicioso tudo o que levava.

Regressando mais, chegamos ao dia em que nos conhecemos...

ele estava radiantemente lindo...

foi buscar a mim e a minha mãe no teatro. Ficamos juntos e a sós das 10 da noite até mais ou menos 7 da matina. Lindo...

Tem também o primeiro dia em que ele falou comigo na internet. Foi engraçado que só respondi por responder e nem dei muita trela. Mas gostei de conversar com ele.

Acho que terminei meus relatos de hoje.

domingo, julho 04, 2010

Pensando...



Andei pensando um pouco...

...e vendo o rumo que minha vida está tomando, percebo que sinto falta de alguém que eu diga que ame, que eu me permita dizer que amo e que me seja permitido dizer que amo.

É difícil isso.

Sempre amei e sempre explanei esse amor...

..mas agora não sou permitida a isso.

segunda-feira, junho 28, 2010

OFFLINE...



Férias...

É mais que um tempo para recompor o corpo e a mente...é um estado de espírito.

Não fui ao Maranhão, como gostaria, mas passei meu recesso junino ao lado de familiares e um amigo muito querido. Vi minha priminha de um ano falando horrores...vi que meu bruxinho está cada vez mais doce...vi uns parentes distantes...convivi com uma avó que é mais distante ainda...

Enfim...tive bons momentos.

Em meio a essa folia toda em que estive envolvida, consegui pouco tempo para pensar e a mesma medida de tempo para escrever. Como estava sem internet...pude apenas escrever...sem divulgar. Postarei aqui mesmo as duas reflexões que tive...

"Dia 25.06

Hoje, digo, ontem, parei pra pensar sobre minha relação com crianças. Acho que estou melhorando, ou talvez esteja encontrando o meu jeito mãe de ser. Não que eu esteja planejando ter filhos, mas ando a procura desse meu jeito.
Tudo bem que cuidar de filhos dos outros...é cuidar de filhos dos outros. Como minha mãe me disse, quando temos os nossos é tudo diferente, e é aí que aprendemos. Mas pra mim é uma grande evolução já que eu não tenho o menor jeito com criança.
Tudo bem também que fiz essa ‘análise’ com Luquinhas e ele, para mim, é uma criança especial. Um menino inocente, carente e muito carinhoso. Fora que eu adoro ele desde que ele tava na barriga de minha madrinha. Mas dessa vez foi algo tão diferente...
Dei banho, escovei os dentes...pus pra dormir...
Enfim, acredito que não serei uma mãe ruim.
E passei a acreditar que sou mais paciente do que pensava.
Aproveitando meus banhos pra pensar em minha vida e em meus atos, concluo que essa dita mudança pode ter sido ocorrente e/ou decorrente dos últimos acontecimentos. Achava que tinha uma carta na manga e não tenho...sinto-me aliviada, mas sinto-me medrosa."


Como sempre...estava lá, com a cabeça aqui [risos]. A cabeça e o coração, pra ser mais exata...

"Um time offline...

Ficar um tempo longe de ti é quase que uma tortura pra mim.

Coisa estranha...nem parece que pouco te conheço.

Mas pode ser que seja bom pra mim esse tempo fora da realidade.

Lembro de ti a cada coisa que vivencio por aqui. Meu pai fez camarão hoje a noite e, além de me deliciar com o prato, só lembrei de sua alergia [risos]. E assim, passo esses dias aqui reclusa.

Pensando em como será o nosso próximo encontro...se ele será possível.

Sei que estou me intrometendo numa história que já estava sendo construída, assim como sei que estou querendo montar uma história por cima desta, mas nada é impossível neste mundo. Parei de fazer julgamentos bobos, mas continuo tendo bobas ilusões circunstanciais. Continuo sonhando acordada contigo.

Tento melhorar como pessoa cada vez mais...tento ser mais madura, mais adulta, mais compreensiva e menos impulsiva...mas determinados impulsos são impossíveis para mim. E os planos? Tenho tantos que até me perco neles.

Agora que sei que nada tenho de ti...fico cada vez mais aflita.

Chato isso...

Aquilo que eu temia e queria ao mesmo tempo me surpreendeu ao não se concretizar. Uma surpresa triste e feliz já que nada tenho de ti.

Estou amadurecendo...

Tentando, ao menos.

Aqui, em meio a muitas pessoas que me querem bem, reciprocamente, não tenho momentos que posso parar e refletir sobre nossas circunstâncias. O único momento em que me encontro pronta para tais reflexões são meus banhos...que se tornaram mais freqüentes e demorados para que pudesse ter momentos a sós com meus pensamentos tolos.

Sei que falar em coisas nossas é muita pretensão de minha parte e que só você é quem sabe se sou passível de correspondência, mas...o que posso fazer se sou tola?"